Jornal Goiás Em Foco - O Jornal Digital de Goiás

Sobrevivente de incêndio em uma empresa de reciclagens em Aparecida de Goiânia, pede ajuda para se alimentar

O trabalhador precisa de ajuda para se alimentar e tratar os ferimentos.

Photo: Reprodução

Após um incêndio em um galpão de materiais recicláveis na região do Setor Santa Luzia em Aparecida de Goiânia, em que duas pessoas morreram e outras ficaram gravemente feridas. Na manhã desta quinta-feira (08), recebemos o pedido de ajuda de um dos sobreviventes do incêndio. Lucas e morador do Setor Buriti em Senador Canedo, ele teve grande parte do corpo queimada durante o acidente na empresa de materiais recicláveis em que trabalhava. De acordo com as informações que chegaram até o Jornal Goiás em Foco, Lucas não tem nada para comer, chegando ao ponto de desmaiar de fome.
Ainda impossibilitado de trabalhar, ele precisa de doações para continuar os tratamentos das queimaduras causadas pelas chamas, Lucas lembra dos momentos de desespero, em que perdeu dois amigos colegas de trabalho em meio as chamas no depósito da empresa localizada na região do Setor Santa luzia em Aparecida de Goiânia. 

Reveja o caso!

Tudo começou após um incêndio em um depósito de materiais reciclaveis na avenida W6 no Setor Santa Luzia em Aparecdia de Goiânia por volta das 19 horas, o que teria causado uma explosão. Testemunhas afirmam que o barulho pode ser ouvido a cinco quilômetros de distância. As chamas e a fumaça puderam ser vistas de vários pontos da região. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 49 militares foram deslocados para combater as chamas. Ainda de acordo com a corporação, o combate durou 30 minutos e as vitimais socorridas e levadas para a UPA Geraldo Padeiro no mesmo setor. 
O Superintendente de Defesa Civil de Aparecida de Goiânia, Juliano Cardoso, esteve no local com a equipe para realizar vistorias em busca das causas junto ao corpo de Bombeiros  Militar.  A Polícia Civil vai ouvir testemunhas e proprietários de comércios próximos do local da explosão, a intenção e descobrir se o incêndio foi criminoso ou acidental, ou por negligência.

A fiscalização deve ser ampliada nos próximos dias, em galpões e empresas que trabalham com materiais inflamáveis e recicláveis do município.

Doações de alimentos;


Rua RB 15 QUADRA 21 LOTE 07 Residencial Buriti,  Senador Canedo- Goiás. Telefone (62) 98494-1130.

 

Jornal Goiás em Foco

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Sobrevivente de incêndio em uma empresa de reciclagens em Aparecida de Goiânia, pede ajuda para se alimentar

Após um incêndio em um galpão de materiais recicláveis na região do Setor Santa Luzia em Aparecida de Goiânia, em que duas pessoas morreram e outras ficaram gravemente feridas. Na manhã desta quinta-feira (08), recebemos o pedido de ajuda de um dos sobreviventes do incêndio. Lucas e morador do Setor Buriti em Senador Canedo, ele teve grande parte do corpo queimada durante o acidente na empresa de materiais recicláveis em que trabalhava. De acordo com as informações que chegaram até o Jornal Goiás em Foco, Lucas não tem nada para comer, chegando ao ponto de desmaiar de fome.
Ainda impossibilitado de trabalhar, ele precisa de doações para continuar os tratamentos das queimaduras causadas pelas chamas, Lucas lembra dos momentos de desespero, em que perdeu dois amigos colegas de trabalho em meio as chamas no depósito da empresa localizada na região do Setor Santa luzia em Aparecida de Goiânia. 

Reveja o caso!

Tudo começou após um incêndio em um depósito de materiais reciclaveis na avenida W6 no Setor Santa Luzia em Aparecdia de Goiânia por volta das 19 horas, o que teria causado uma explosão. Testemunhas afirmam que o barulho pode ser ouvido a cinco quilômetros de distância. As chamas e a fumaça puderam ser vistas de vários pontos da região. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 49 militares foram deslocados para combater as chamas. Ainda de acordo com a corporação, o combate durou 30 minutos e as vitimais socorridas e levadas para a UPA Geraldo Padeiro no mesmo setor. 
O Superintendente de Defesa Civil de Aparecida de Goiânia, Juliano Cardoso, esteve no local com a equipe para realizar vistorias em busca das causas junto ao corpo de Bombeiros  Militar.  A Polícia Civil vai ouvir testemunhas e proprietários de comércios próximos do local da explosão, a intenção e descobrir se o incêndio foi criminoso ou acidental, ou por negligência.

A fiscalização deve ser ampliada nos próximos dias, em galpões e empresas que trabalham com materiais inflamáveis e recicláveis do município.

Doações de alimentos;


Rua RB 15 QUADRA 21 LOTE 07 Residencial Buriti,  Senador Canedo- Goiás. Telefone (62) 98494-1130.

 

Jornal Goiás em Foco

 

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )